Empresas oferecem cursos gratuitos de bartender

Essa semana nós falamos sobre a profissão de bartender. Descobrimos o quão bom pode ser para o empresário de restaurantes e bares e também para o profissional que investe na carreira. A arte de se preparar e conhecer sobre o que se prepara é um diferencial indiscutível para um cenário tão competitivo quanto o que enfrentam os empresários de bares e restaurantes. Falamos que para ser um bartender é preciso prática e estudo. E que até cursos gratuitos estão disponíveis. Pois é justamente sobre eles que vamos falar agora.

Na cidade de São Paulo existem muitos cursos para formação de bartenders e entre eles existem os que não custam nada. É o caso da instituição educacional Colmeia, que realiza cursos gratuitos de bartender para jovens estudantes ou que tenham concluído o ensino médio na rede pública. Os estudantes participantes receberão o material didático, lanches, uma camiseta do curso e, aqueles que frequentarem 75% das aulas, ganharão um certificado de conclusão. As inscrições são limitadas e podem ser feitas pelo site da Colméia.

O programa Learning for Life (Aprendendo para a Vida), do Grupo Diageo, tem cursos gratuitos de bartender em São Paulo. Após três meses de curso, os estudantes do projeto bartender estarão capacitados para trabalhar em bares e restaurantes como baristas e coqueteleiros.

Segundo Grazielle Parenti, diretora de relações corporativas da Diageo, o objetivo do programa é “promover a  profissionalização de jovens para a entrada no mercado de trabalho ou a especialização daqueles que já trabalham, garantindo uma fonte de renda e melhor qualidade de vida”. Invista seu tempo e seus estudos em um mercado que só cresce.

Harmonize os vinhos espanhóis com as melhores refeições

Os vinhos espanhóis vêm ganhando cada vez mais destaque entre os degustadores. No entanto, não basta apenas ser um apreciador: é necessário escolher os pratos certos para combinar com eles, o que ajuda a criar um menu perfeito para uma noite especial.

Os pratos que mais harmonizam com vinhos são aqueles que possuem frutos do mar. Entre as escolhas que podem fazer a diferença está o vinho Vinem, que é produzido com uvas Chardonnay e Macabeo, que possui uvas frutadas e proporciona um frescor a degustação. Iguarias com base de peixe, principalmente os que possuam mais gorduras ficam bem com vinhos tintos também. Entre os principais estão: Cabernet Franc, Merlor Pinot Noir, Dolcetto D´Alba e Tempranillo.

A combinação de vinhos espanhóis com paleta de cordeiro pode ser uma boa pedida também. O Reserva Especial 2001, da região de Ardanza, de Rioja Alta, pode equilibrar muito bem com o prato. O sabor persistente da bebida pode deixar um jantar muito mais elegante.

Aperitivos, canapés em geral e entradas harmonizam com o vinho Anna de Codorniu Reserva. O espumante deixa no paladar um grande frescor e equilíbrio entre acidez e açúcares. Outro prato que o acompanha muito bem são as Batatas Bravas, que leva páprica e tabasco.

Para combinar com sobremesas, o Ètim Verema Tardana Blanc 2007 pode ser perfeito. Este vinho combina com Creme Catalão, já que é bastante aromático, tem notas floreais e agradáveis toques de mel e tostado. A bebida também é bem fresca e delicadamente doce.

Textos Relacionados

        »  Bolo de cenoura no café da manhã do hostel
        »  Por que sua loja de eletrodomésticos precisa de uma estratégia?
        »  A moda dos pães integrais
        »  Bacalhau e Peru estão mais caros este ano
        »  Empresário investe em picolé e fatura

Conheça Diego Barcellos, o maior bartender do Brasil

Diego Barcellos, do restaurante Mr. Lam, Rio de Janeiro, foi eleito o melhor bartender do Brasil pelo Diageo World Class 2013, o maior concurso de coquetelaria do mundo. A disputa foi realizada em junho de 2013 no bar da sede Diageo, em São Paulo. Aos 27 anos, Diego superou 28 participantes e foi o que mais acumulou pontos na disputa dos quatro desafios do concurso citado.

O concurso reuniu 29 bartenders vindos de todo o país, de cidades como São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Curitiba, Rio de Janeiro, São José dos Campos e Salvador. O campeonato foi estruturado em quatro provas: o desafio Retro Chic, onde os competidores trabalharam o estilo do coquetel que influenciou as décadas de 1950 e 1960; o Tropical Journey, onde os bartenders demonstraram seus conhecimentos sobre a história dos drinques; o Speed & Taste que é o teste de velocidade onde os participantes realizaram três de seis receitas propostas previamente no tempo máximo de quatro minutos; e o Nosing and Tasting, onde os bartenders foram avaliados pelo nível de conhecimento do destilado em questão por meio de testes cegos.

Dentre os coquetéis mais comentados pelos jurados está o My Way, inspirado na música de Frank Sinatra, que leva JOHNNIE WALKER BLUE LABEL® e um vinho do porto extra seco. O vencedor conta que passou longas noites em claro se preparando para o World Class nos últimos oito meses. Para relaxar o competidor chegou até a recorrer à yoga e muay thai. “Desde o concurso do ano passado, eu tive a ideia fixa de que queria levar o prêmio deste ano. Tenho certeza que a minha vida vai mudar bastante. Ser o melhor do Brasil é uma responsabilidade muito grande”, revela.

Bartenders em bares ou restaurantes são um grande diferencial

Nós já falamos sobre as vantagens de ser um bartender, mas não falamos ainda das vantagens de se ter um bartender em seu estabelecimento. Em um cenário competitivo como dos restaurantes e bares, ter um diferencial entre os funcionários de sua equipe pode ser uma boa estratégia.

É importante saber diferenciar o bartender de um barman ou uma barwoman já que esses apenas preparam e entregam bebidas aos clientes enquanto o bartender é um artista na hora de preparar um drink. Ele pode fazer malabarismos, pirofagias e até mágicas. O objetivo é transformar um momento simples em um momento único. Tornar intangível o valor de se estar diante de um artista em atividade. Aquela simples bebida passa a ser um drink inesquecível.

O investimento é alto? Depende, o profissional pode ser muito ou pouco experiente, o fato é que mesmo ele ganhando mais que um barman, é aquele profissional que justifica os valores de seus produtos e cria o famoso momento inesquecível. Atrelar à sua marca um valor emocional é criar vínculos com seus clientes. Inove a maneira de servi-los e agregue arte ao seu negócio.

Conheça o Museu do Vinho espanhol

O Museu do Vinho, em la Rioja Alta, na Espanha, é conhecido em todo mundo. Ao todo, o lugar tem 4000 m² e é uma forma de fazer um tour pela historia da bebida ao longo dos anos.

O Museu do Vinho faz parte da Fundação Dinastia Vivanco, e, por isso muito do que há no lugar se confunde com a história da família, que tem total influência na biografia da bebida na região. Em 1915, em Rioja, Pedro Vivanco Gonzalez iniciou a produção de vinho em Logrono. As gerações seguintes levaram a tradição a finco e trouxeram crescimento ao negócio.

No final dos anos 1960, Pedro Vivanco, membro da terceira geração da família, assumiu a empresa e ampliou os negócios. Nesta época, ele já colecionava objetos de artes ligados ao tema de vinho. Nos anos 80, ele comprou terras em Briones, na Rioja Alta, para onde transfere a produção da empresa e melhora a produção de vinhos, ganhando assim destaque no mercado. Hoje, o empreendimento só aumenta e os familiares já possuem cerca de 400 hectares de vinha.

Sua adega tem diversos atrativos, entre eles, sistemas tecnológicos que são alinhados ao crescimento da empresa. É tudo muito moderno e automático, desde a degustação a produção do vinho, e até mesmo a abertura de portas. Aliás, todo processo da fabricação de vinho pode ser conhecido no lugar.

O museu foi definitivamente inaugurado em 2004, pelo Rei D. Juan Carlos I. O lugar é divido em cinco andares e tem uma coleção de mais de 3000 saca-rolhas, entre outras curiosidades do universo vinicultor. As exposições são dividas em temas específicos e as explicações vão desde a fabricação até como deve ser a degustação do vinho.

O lugar também abriga uma variedade de livros com o assunto, que podem ser consultadas on-line por estudiosos. Ao todo há mais de oito mil monografias, em diversos idiomas, além de fotografias, revistas, jornais, documentos e vídeos.

Textos Relacionados

        »  Veja o que é preciso para se tornar bartender
        »  Confira a agenda do Makro Extravaganza 2012
        »  Rodízio: tendência nas pizzarias
        »  Como abrir uma cervejaria
        »  Receita de massa de pizza tradicional

Aprenda a fazer uma Appleberry para seus clientes

Faça um drink saboroso e diferente para seus clientes. Oferecer um menu variado pode ser um grande atrativo. Hoje nós oferecemos a receita para fazer um delicioso Appleberry, uma bebida delicada e refrescante. Separe os ingredientes, siga a instrução e experimente esse drink.

Ingredientes:

1 dose de Bacardi Big Apple
Suco de cranberry
Gelo
5 gotas de limão

Preparo:

Em um copo de sua preferência, coloque 3 pedras de gelo, algumas gotas de limão e uma dose de Bacardi Big Apple.

Mexa levemente e adicione o suco de cranberry à gosto.

Se achar necessário, acrescente mais gelo.

Aproveite o verão e ofereça essa bebida a seus clientes.

Veja o que é preciso para se tornar bartender

A cada dia surge uma nova casa noturna e cada vez mais elas buscam diferenciais e bons profissionais para compor sua equipe e melhorar o atendimento para seus clientes. Uma de suas estratégias é oferecer um verdadeiro show em seus bares. O profissional bartender é muito mais que um barman ou barwoman, é um artista por detrás do balcão. Quanto mais treinado e habilidoso, mas ele pode ganhar. Um bom bartender pode render até R$ 6.000,00.

Pois bem, um bartender, para quem não está familiarizado, é o profissional que faz malabarismo, movimentos interessantes e até mágicas enquanto prepara o drink para o cliente. Um verdadeiro show que eleva uma simples mistura de bebidas em um drink único. Não é apenas conhecer receitas e o passo a passo, mas uma forma de transformar o momento em uma grande festa.

O importante é a qualificação, o treinamento. Para isso, existem cursos em vários lugares e é possível, inclusive, encontrar alguns gratuitos. Como é a prática que leva a perfeição, é importante que o interessado se dedique e seja perseverante, uma vez que o valor a se cobrar está relacionado à qualidade do serviço. Para se desenvolver na carreira, o profissional deve levar em conta as suas habilidades pessoais. Aquele cuja coordenação motora deixa a desejar é melhor se dedicar a outras atividades. Lembre-se que um bartender está entre a magia circense e a alegria do bar.

Outra importante dica é se conscientizar das vantagens e desvantagens da profissão. Trabalhar em bares quer dizer que no horário em que os clientes podem se divertir, o bartender estará trabalhando, o que não quer dizer que não esteja se divertindo. Mas o fato de trabalhar em fins de semana e horários alternativos faz da atividade um pouco incômoda. Mas a vantagem é que se pode conhecer uma infinidade de pessoas diferentes, fazer amigos e curtir um som enquanto trabalha.

A área de atuação pode ser vasta e fazer contatos pode ser o grande diferencial. Ir a eventos da área, procurar conhecer os responsáveis pela festa e se apresentar também é inteligente. Quanto mais especializado melhor será o rumo da carreira. Afinal, a procura é maior por profissionais diferenciados. Se aprender a língua inglesa poderá ser útil, por exemplo, para trabalhar em hotéis e navios. Uma carreira incrível e cheia de oportunidades.

Acompanhe nosso blog, até a próxima sexta-feira falaremos sobre os tais cursos gratuitos.

O mercado de vinho espanhol cresce

Hoje, a Espanha tem a maior área de vinhedos do mundo. A Península Ibérica tem uma enorme área com vinhas, chega a 80% de plantação de uvas e fabricação de vinhos. Inclusive, há registros que as frutas eram cultivadas para fabricação das bebidas desde os anos 4.000 ou 3.000 a.c. A cultura vinícola do país teve muita influência dos fenícios, do Império Romano, dos árabes e até mesmo dos franceses.

Na década de 1990, o mercado de vinhos espanhóis passou por profundas transformações e ainda continua crescendo. Um novo rótulo surge todos os dias, com novidades ou apenas um simples relançamento muito aguardado.

Na Espanha, o estilo de solo em cada região varia bastante, o clima também se diferencia de um lugar a outro. E por conta dessas diferenças o resultado da produção de vinhos

é muito grande e bem variado.

Os vinhedos da região ficam quase sempre localizados no planalto central, que é chamado meseta. Estes lugares possuem altitudes que variam entre 600 e 1000 metros acima do nível do mar e é rodeado de cadeias montanhosas.

Entre as regiões mais conhecidas de produção de vinho estão La Rioja, Navarra, Aragón, Cataluña, País Basco, Galícia, Castilla y León, Ribera del Duero, Toro, Bierzo, Castilla La Mancha, Valdepeñas, Andaluzia e El Levante.

Os tintos são juntos o carro chefe do país. Os rótulos são fabricados em maioria com as uvas Tempranillo. Por outro lado, também há bebidas elaboradas com o Albariño, a Garnacha, a Monastrel, a Graciano e a Mazuelo a Cabernet Sauvignon e a Merlot. Ao todo são mais de 600 castas de uvas na Espanha, sendo que 80% da produção é feita com uvas Albariño ou Tempranillo.

Textos Relacionados

        »  Fidelizado nas redes sociais
        »  Setor de pequenos mercados de bairro apresenta crescimento
        »  Como oferecer seus kits de presente para o Natal?
        »  Escolha os produtos certos para fazer a limpeza na casa dos clientes
        »  Para sua clientela: bolo de morango e chocolate

Garrafas de cerveja podem transformar a decoração de seu negócio

As garrafas de cerveja não carregam apenas um líquido precioso, elas também são excelentes objetos de decoração.  Com um pouco de criatividade é possível transformar o objeto em vasos, luminárias e muito mais. Além disso, esta é uma forma de deixar seu estabelecimento mais bonito de forma econômica.

Uma garrafa de cerveja pode se transformar facilmente em um vaso para flores. Basta escolher as plantinhas certas, colocar um pouco de água no recipiente. E está pronto. Mas há detalhes que podem ser adicionados, como a inclusão de laços, ou até uma pintura.

Você também pode transformar a garrafa em tocha e colocá-la em alguns pontos do seu restaurante à noite, para deixar o ambiente mais romântico. Para fazer, é preciso ter um cordão, que pode ser feito com resto de jeans ou outros tecidos. Além disso, tenha em mãos um feixe de cobre, uma fita veda rosca, querosene e fósforos.

Para criar, feche a garrafa com o feixe de cobre e aperte bem o acessório na boca. Logo depois, vede a região com um a fita para encaixar o acessório perfeitamente e evitar o escorrimento do líquido inflamável.  O próximo passo é encaixar o cordão, que deve ser da grossura do feixe.  Após estes passos, acrescente a querosene e acenda a tocha.

As garrafas de vidro também podem se tornar abajures. Utilize um bocal na boca do objeto, este não pode ter um plugue embutido, a ligação deve ser feita abaixo do mesmo. Corte o fundo da garrafa e deixe que os fios sejam liberados por ali para ligar o novo abajur. Escolha a cúpula e está pronto o novo acessório de decoração.

Você pode conseguir excelentes luminárias com as garrafas de cervejas. Corte o fundo das garrafas, e para o apetrecho ficar mais charmoso, opte pela variedade de tamanhos. Use cordões resistentes, e os enrole com fios elétricos até o topo, para fixar as garrafas no teto ou em um painel de madeira.

Estes são apenas alguns dos milhares de objetos que você pode fazer com garrafas de cerveja e deixar seu estabelecimento muito mais charmoso, basta usar a criatividade e a imaginação.

Comidas de boteco também ficam bem com vinhos

Quem disse que vinho e comida de boteco não combina se enganou. A bebida é versátil e combina muito bem com petisquinhos e momentos divertidos.

Para começar as comidinhas de boteco costumam serem fritas e pequenas quantidades. Entre elas estão os salgadinhos mais cremosos, entre eles a empadas e os croquetes. A melhor combinação para estes é vinho branco, de preferência um Sauvignon Blanc. A mesma bebida harmoniza bem com frango a passarinho.

Os vinhos verdes também combinam bem com as comidas de boteco, já que a bebida encontra o equilíbrio ideal com os pratos que possuam uma grande concentração de sal, pimenta, ou seja, fritos.

Os espumantes e vinhos tintos leves também são excelentes escolhas para combinar com comidas de boteco, ficam bem desde com diversas porções e pratos, entre eles a mandioca frita e a galinhada.

Textos Relacionados

        »  As oportunidades que surgirão com os Mega Eventos que o Brasil vai sediar foram tema principal do Makro Extravaganza 2011
        »  Reaproveite produtos e faça uma decoração sustentável para sua empresa
        »  Linha de bebidas Makro: Suco para o seu negócio!
        »  Abasteça o seu negócio aqui no Makro!
        »  Semana do Cliente Profissional vai acontecer em Teresina