Pratos exóticos harmonizam com os mais diferentes tipos de vinhos

blogO Brasil é um país rico em gastronomia. Comidas típicas e, por que não, exóticas, estão presentes em todas as regiões do país. Nem sempre é fácil harmonizá-las com vinhos pois, quase sempre, estes estão associados à pratos europeus ou nacionalizados por aqui.

Os pratos exóticos, como o próprio nome diz têm sabores únicos, diferentes. É importante experimentá-los para traduzir suas características e relacioná-los aos diferentes tipos de vinhos. Por exemplo, comidas bem condimentadas, incluindo as que possuem molhos agridoces, combinam com tintos de intensidade aromática, como um Shiraz.

Agora, vamos dizer que você viajou para a Bahia e conheceu o vatapá, um prato com sabor picante e forte, experimente harmonizá-lo com um Espumante Cave Geisse 2010 – Pinto Bandeira – Brasil. O contraste de sabores faz com que se reconheça melhor suas característica.

Outro prato exótico é a lasanha de peixe, uma adaptação da culinária italiana para a brasileira, um prato tropical e muito saboroso. Neste caso harmonizá-lo com um Quinta da Falorca Branco 2010 – Dão – Portugal  é um excelente pedida. O vinho tem uma acidez muito boa que não o deixa tornar-se enjoativo e no final ainda se pode perceber leves toques tropicais, assim como o prato escolhido.

E para os apaixonados por sobremesas exóticas, aqui vai uma sugestão. Harmonize com um Vinho do Porto Monges 10 anos – Douro – Portugal  um cheesecake de açaí. A junção do doce com um leve toque do amargo faz o momento se tornar ainda mais saboroso.

Adicione ao menu: Kafta de carne moída com molho curry

Seja o seu estabelecimento especializado ou não na cozinha árabe, existem alguns pratos muito práticos que podem agregar ainda mais valor ao seu menu. E por que não adicionar uma kafta bem temperada para atrair os paladares mais exigentes?

Esta que já ganhou deliciosas versões mundo afora, hoje ganha destaque no Guia do Empreendedor com uma receita de dar água na boca. Confira abaixo como preparar uma deliciosa kafta de carne moída com molho curry:

Ingredientes para a Kafta:
400g de carne moída magra;
1 pitada de sal;
1 pitada de pimenta moída;
1 colher (chá) de garam masala – mistura de especiarias moídas;
Lentilha cozida;
1 colher (sopa) de azeite.

Ingredientes para o molho curry:
Meia lata de leite de coco light
3 ou 4 tomates inteiros
1 maço de coentro (reserve as folhas para decorar e use os cabinhos no molho)
1 pimenta chilli inteira (sem o cabo)
2 talos de cebolinha
1 pedaço de gengibre descascado
1 colher rasa (chá) de cúrcuma
1 colher (chá) de mel
2 colheres de pasta de curry rogan josh
Algumas colheres de iogurte natural

Modo de preparo:
Coloque a carne em um recipiente e adicione o sal, a pimenta, o garam masala e a lentilha. Misture tudo e, em seguida, amasse para dividir a massa em bolinhos. Enrole formando pequenos charutos e frite no azeite de oliva até que fiquem douradas e crocantes.

Em um liquidificador, coloque leite de coco, os tomates, coentro, chilli, cebolinha, gengibre, cúrcuma e mel. Após bater tudo, espere alguns minutos para acrescentar a pasta de curry e continuar o processo.

Despeje o molho na frigideira com as kaftas e deixe cozinhar em fogo alto para realçar os temperos. Feito isso é só servir!

E se você tem alguma dúvida sobre onde encontrar os melhores ingredientes? Dê uma passadinha nas lojas Makro e garanta a sua maioria com a qualidade que seus clientes merecem.

Os melhores temperos para realçar os pratos de carne assada

Que atire a primeira pedra quem não gosta de uma carne bem temperada! E todo bom chefe ou dono de restaurante sabe que cores, aromas e texturas são as premissas básicas para fazer com que os pratos oferecidos no menu conquistem os paladares mais exigentes.

E quando falamos em carne assada, além do melhor corte é preciso escolher bem os temperos que vão ressaltar o seu sabor. Para isso, fomos atrás de algumas dicas que podem ajudar, e muito, no momento do preparo.

Se o chefe do seu restaurante é adepto apenas do sal, está na hora de apostar naqueles marinados. Um dos motivos para esta mudança é que o sal puro deixa a carne muito seca, o outro é que temperos marinados absorvem melhor na carne, mantendo sua textura macia e sabor único.

Que tal deixá-la imersa no vinho tinto durante algumas horas? Este ingrediente especial combinado à algumas pitadas de alho amassado e alho-poró fazem toda a diferença no resultado final.

De volta aos temperos mais secos, além do sal e da pimenta, as carnes assadas podem combinar muito bem com cominho, cravo-da-índia, gengibre fresco ralado, mostarda em pó e tomilho.

E para abastecer a cozinha do seu estabelecimento com essas especiarias, basta reservar um horário do dia para visitar uma das lojas Makro.

Conheça a uva que produz os vinhos mais exóticos do mundo

Os vinhos exóticos se multiplicam a cada dia. Não é à toa, cada vez mais os amantes da bebida buscam novos sabores, novos experiências e novas inspirações. Por esse motivo, as vinícolas têm caprichado e elaborado novas essências e rótulos que impressionem os clientes.

Na região da Alsácia, França, a uva Gewurztraminer impressiona pela excentricidade. Seu nome “gewürz”, significa “especiaria”, lembrando muito do que o vinho representa, termo esse muito usado pelos que gostam de degustar a bebida. A palavra também pode ser compreendida como “perfumado” ou “aromático”, traduzindo muito a característica do alimento.

Com coloração rosada, a uva produz um vinho de coloração dourada com tons rosas. Os aromas desses rótulos são mais tropicais, e lembram lichia, rosas, cascas de laranja e canela. Além disso’1 possuem uma grande estrutura em boca, notas marcantes, mas tem uma acidez pouco favorável, que em tempos quentes costuma ser baixa.

Os vinhos feitos com a uva Gewürztraminer são mais secos, jovens e harmonizam bem com os pratos da cozinha asiática. Entre os vinhos elaborados com esse ingrediente estão: o Gewürztraminer 2011, Granos Nobles 2009 e o Cattacini Gewürztraminer.

Vinhos exóticos são cada vez mais comuns no mercado

O mundo dos vinhos sempre reserva grandes surpresas. Aliás, é comum ver estilos cada vez mais exóticos dessa bebida. Alguns agradam, outros assustam e outros simplesmente são para colecionar.

É comum que muitos vinhos diferentes também sejam de países exóticos. A exemplo IGP Peloponeso 2011, elaborado na Grécia. O vinho é branco e possui 12,5% de álcool, vinificado sem maceração. Além disso, ele é feito com casta Roditis, uma uva rosada da região.

Na Hungria, o rótulo exótico é o Rajnai Rizling 2011. Mais frutado, ele tem aroma de pera e cítricos. A bebida tem boa mineralidade e uma acidez refrescante. Outra opção é o Kekfrankos Balf Biodynamic 2009, um tinto feito com uva Blaufränkisch e 13% de álcool.

Os vinhos da Bulgária também são bem exóticos. O LS Chardonnay Barrique 2010 fermenta e amadurece em barricas de tosta leve por seis meses. O rebusco para produzi-lo faz com que o vinho seja muito procurado, inclusive, possui garrafas numeradas.

Na Austrália, os vinhos vão além. Há o rótulo feito com manga. Ele está disponível em três versões. O seco tem frescor e um sutil buquê de fruta. O médio é semi-doce e mais macio para o paladar. O suave é macio e possui uma sub tonalidade da fruta.

 

Carnes exóticas conquistam o paladar dos brasileiros

Aquela ideia de comer carne de coelho, jacaré ou javali já vem há um bom tempo deixando de ser algo estranho e até mesmo “errado” para se tornar um convite a boas experiências gastronômicas.

Isso porque essas carnes exóticas estão ganhando cada vez mais espaço nos menus de churrascarias, restaurantes e também naqueles almoços em família preparados no aconchego do lar. Sim, elas estão caindo nas graças, ou melhor, no paladar de brasileiros que priorizam fazer uma boa refeição.

E sabemos que não há nada melhor do que saborear uma carne de textura macia, bem temperada e de aroma suave. Em suas combinações mais inéditas como carne de búfalo ao molho de nozes, javali ao vinho tinto, entre outras, os valores nutritivos chamam a atenção de quem escolhe experimentar e repetir esses pratos.

Uma boa dica para o seu restaurante ou churrascaria é apostar, sem medo, nessas carnes exóticas e deixar a criatividade fluir no momento do preparo para acrescentar novidades no medo e assim surpreender e conquistar novos clientes.

Onde encontrar? Em qualquer loja Makro e a qualquer dia da semana! E mais, todas as carnes – das mais populares às mais exóticas – são especialmente selecionadas e passam por um rigoroso processo de preservação para atender às necessidades do seu estabelecimento com o mais alto padrão de qualidade.

Banho e tosa delivery é a novidade do mercado

As premissas básicas para quem busca se destacar no mercado estão, muitas vezes, na inovação e na constante reinvenção. E quando falamos nisso, nos referimos não apenas aos profissionais ou produtos, mas também aos serviços.

Diante de pontos comerciais com altos preços de aluguéis, um novo formato de negócio vem conquistando cada vez mais espaço a fim de surpreender o consumidor. São as franquias móveis, unidades que funcionam em automóveis adaptados e que também podem ser consideradas sinônimos de praticidade.

Para muitos, tirar o carro da garagem com o objetivo de levar os animais de estimação ao Pet Shop já deixou de fazer parte do dia a dia. Isso porque os Petshops delivery vão até a porta de suas casas.

As vantagens são muitas. Além da comodidade aos donos, os animais sentem-se mais livres longe das gaiolas ou coleiras utilizadas para garantir sua segurança durante o deslocamento até o estabelecimento onde irá usufruir dos serviços disponíveis.

Em São Paulo, uma das vans que já está nas ruas oferecendo este tipo de facilidade é a Unique Mobile Pet Beauty, o salão de beleza animal premium da publicitária Anna Gabriela Botelho, que utiliza a tecnologia à seu favor para controlar a temperatura do ambiente e do jato de água, com um tanque para a água limpa e outro para a suja.

Além disso, ela aposta em um gerador para garantir a energia. E se você deseja aprimorar ainda mais os serviços já oferecidos em seu estabelecimento, este é um ótimo exemplo para você se inspirar.

Confira como combinar refeições de requinte com vinhos

Falar de vinho é sim sinônimo de requinte. A bebida é considerada nobre desde os primórdios. Aliás, é por isso que ela combina muito bem com algumas refeições pra lá de especiais e extremamente saborosas.

Conheça os pratos mais saborosos e os vinhos que casam bem com eles:

Para começar, o risoto é um prato tipicamente italiano e bem versátil. Há vários tipos e gostos. Com cordeiro em sua composição, o prato harmoniza muito bem com um Malbec. Transformando a refeição em um momento mágico.

Camarão é sempre camarão. É possível fazer maravilhas com esse fruto do mar, que sempre está na lista de quem aprecia o melhor da gastronomia. O vinho branco da uva Sauvignon Blanc ou Riesling fica muito bem acompanhado com essa iguaria, principalmente em simples associações, como camarão refogado com alho poró e alcaçuz.

A lagosta é item de luxo em muitos estados do país. Por isso mesmo, ela merece destaque em nosso texto. Os melhores vinhos para harmonizar com este fruto do mar são os brancos mais encorpados, como Chardonnays.

Muita gente fica com medo de se entregar as delícias de um bom escargot. Mas, queira ou não, ele está entre os queridinhos de um restaurante de requinte. E os melhores vinhos para combinar com ele são os Espumantes Brut.

Nas mesas mais tradicionais, o pato é um prato que bate ponto. Harmonizar a iguaria com um vinho não é um bicho de sete de cabeças. O tipo de vinho que mais combina com ele é um Tinto de médio a bom corpo, a exemplo, Bourgogne, Cote du Rhône e Shiraz australiano.

Já o coelho é indicado harmonizá-lo com vinhos finos e mais elegantes, elaborados com uvas Pinot Noir ou Syrah.

Gostou? Aproveite e ofereça jantares especiais para seus clientes, sempre oferecendo a melhor harmonização.

Textos Relacionados

        »  Setor de pequenos mercados de bairro apresenta crescimento
        »  Artesã recicla e conquista clientes
        »  Empresária usa sua criatividade para fazer roupas de padres
        »  O que é e como montar um hostel
        »  Estocando os alimentos de maneira correta

Confira o que é necessário para fazer o banho e tosa em seu estabelecimento

O seu estabelecimento está com tudo em ordem para receber os animais domésticos? Com clientes cada vez mais exigentes no quesito segurança para seus pets, investir em uma equipe capacitada e, acima de tudo, apaixonada pelo o que faz já é um grande passo para se destacar em meio à concorrência.

Mas além de todo o carinho e atenção, também é preciso certificar-se de que os procedimentos são realizados com total segurança para garantir que esses amados recebam todos os cuidados necessários sem correrem riscos. Para isso, selecionamos algumas dicas simples, porém muito importantes para você aplicar em seu negócio:

- A começar pelos ambientes, eles devem estar sempre com as paredes impermeabilizadas e desinfetadas.
- O banho vai além de um simples ato de embelezar o animal, e sim uma forma mantê-lo sempre saudável e garantir a higiene do ambiente em que vive. Por isso, use água morna e aposte em produtos próprios para eles, bem como toalhas esterilizadas e embaladas individualmente.
- Se o animal tiver pelos mais longos, nem sempre as toalhas são o suficiente para secá-lo por completo. Portanto, recorrer ao uso de um secador com potência mínima de 3500 W de potência faz toda a diferença.
- No momento da tosa, ela deve obedecer às regras de higiene e padrão de cada raça. Ou seja, é importante que o profissional responsável possua conhecimento técnico sobre os diferentes tipos de tosa.
- Os equipamentos também são essenciais. Evite máquinas de tosa de bateria recarregável e invista naquelas mais profissionais disponíveis no mercado, com ergonomia e no mínimo 2 velocidades.
- Por fim, uma pergunta: seu estabelecimento está registrado no Conselho Regional de Medicina Veterinária? Tome as providências necessárias para assegurar a seus clientes de que fizeram a melhor escolha!

Nova lei promete formalizar o banho e a tosa

Em vários Estados do Brasil estão surgindo projetos de lei que visam formalizar o banho e a tosa dos animais em pet shops e veterinários. Projetos que, de um modo geral, estabelecem padrões de funcionamento desses estabelecimentos. Segundo os autores das leis, a medida é para proteger os animais de possíveis maus tratos.

Segundo o projeto de lei do Paraná, por exemplo, O serviço de banho e tosa em animais de estimação só poderá ser feito sob total visibilidade dos donos – inclusive com a exigência de filmagem e exibição do procedimento em tempo real pela internet. Os pet shops e outros estabelecimentos terão um tempo para se adaptar. Tendo sido sancionada e publicada, os donos dos estabelecimentos deverão guardar as imagens filmadas por seis meses. Quem não cumprir as determinações poderá ser multado em até R$ 10 mil. As mudanças valeriam apenas para banho e tosa em cachorros e gatos.

O fato é que medidas como essa garantirão aos donos uma tranquilidade maior com relação ao estado do seu animal, assim como a ciência de com ele está sendo tratado. As imagens, sendo gravadas, servirão de provas para identificar possíveis culpados. Verifique se em seu estado não tem uma legislação específica sobre pet shops