Qual o melhor vinho para servi-lo quente nas festas juninas?

unnamedEstamos próximo do período das festas de São João, popularmente conhecidas por festas juninas, para as que são realizadas em Junho, ou julinas, para as que ocorrem no mês seguinte. Muitos doces, comidas típicas, quentão e os deliciosos vinhos quentes. Daí a questão: qual vinho escolher para deixar essa bebida mais saborosa e agradar os paladares mais exigentes? Então pode se acalmar e recolocar a mão no bolso, porque nesse caso, não é o preço que definirá a qualidade do drink.

Nem sempre o vinho mais caro será o melhor para toda ocasião. No caso dos vinhos quentes das festas juninas, não adianta escolher um vinho renomado e de alta qualidade. Quando aquecido a uma determinada temperatura, o álcool evapora e leva consigo as principais qualidades do vinho. Por mais intenso que um vinho possa parecer, ao ser esquentado, ele perde suas características principais e perde sua identidade original. Então quer dizer que qualquer vinho vai ficar bom? Não também.

Na hora de escolher o vinho para as festas juninas, opte pelos rótulos que o classifique como vinho fino tinto e seco. O fato dele ser seco quer dizer que obrigatoriamente foi 100% fermentado e feito com uvas viníferas. É comum que as pessoas escolham o vinho suave para as quermesses, mas o vinho suave teve sua fermentação interrompida e a adição de açúcar, não favorecendo o resultado final.

Brasil, Chile, Argentina são países com oferta de rótulos de tinto seco a bons preços. Mas, se quiser incrementar seu vinho quente, vale mais a pena apostar na qualidade dos ingredientes coadjuvantes como o açúcar, a canela, o cravo e a maça. Abaixo disponibilizamos uma receita de vinho quente. Boa sorte e boas festas!

Vinho Quente

Ingredientes:

• 1 1/2 xícara de água
• 1 xícara de açúcar
• 1 maçã picada
• Cravo-da-índia e canela em pau a gosto
• 1 litro de vinho tinto seco

Modo de preparo:

Leve todos os ingredientes menos o vinho para ferver em uma panela tampada. Assim que ferver, junte o vinho, deixe ferver novamente e apague o fogo imediatamente.
Deixe descansar tampado por 10 minutos e sirva-o.

Você quer organizar uma festa junina? Saiba como!

Capturar

“Cumpade” Empreendedor, “Cumade” Empreendedora, estão querendo organizar um “arraiar” e lucrar com essa festa? Então separe as bandeiras e os chapéus porque a festança já vai começar. Pegue papel e caneta e vamos listar sobre tudo que irá precisar para obter sucesso com esse negócio.

A data e o local

Lembre-se que estamos em período de Copa do Mundo e que a escolha da data pode ser crucial para o sucesso da festa. Opte por dias cuja concorrência não seja tão forte e se não conseguir encontrar um dia, verifique a opção de incluir o tema Copa do Mundo (clique aqui para ler a matéria) e “matar dois coelhos em uma cajadada só”. Escolha um local amplo que você consiga receber seus convidados com conforto. O local também deve levar em conta o número de pessoas, o acesso e as vagas de estacionamento.

Público-alvo e a propaganda

Você já sabe quem vai convidar? São conhecidos seus ou não? Se não tiver muito dinheiro para divulgação então aposte em um público mais próximo porque o boca-a-boca será mais eficaz. Caso contrário, desenvolva algum cartaz e filipetas que comuniquem no bairro ou região que deseja informar. De repente, um e-mail marketing pode ser muito eficiente. De qualquer forma, vale o que disse Chacrinha, “quem não se comunica, se trumbica”. Divulgar, nunca é demais.

Material e decoração

Hora da listinha. Bandeiras, balões, barbante, palha e tecidos xadrez, o espaço tem que ter a cara de cidade do interior. Uma fogueira pode virar a atração do espaço, mas certifique-se dos cuidados de manter o fogo protegido das pessoas. As barracas de doces, bebidas, comidas e brincadeiras podem ser alugadas e devem ser dispostas com perspicácia. Imagine que formarão filas e que seria mais útil separá-las por ordem de procura, isso facilita a vida dos convidados. Exemplo: as barracas dos doces devem estar juntas e não precisam estar muito próxima das que vendem salgados que, por sua vez, devem estar mais perto das bebidas, uma vez que as pessoas tem o hábito de beber enquanto comem. A logística é importantíssima para o bem correr do evento. Quem vai abastecer as barracas? Quem vai servir nelas?

Funcionários e Equipe

O treinamento é importantíssimo, assim como o tratamento que o funcionário deve ter com o cliente. Estimule a simpatia dos funcionários e faça-os entender que eles são parte dessa festa. Para o correio elegante escolha aqueles que têm mais empatia com o público em geral.

Bebidas e comidas

Essa deve ser uma questão muito analisada por quem organiza uma festa junina. Quem vai a um arraial espera encontrar uma série de comidas típicas e deliciosas que só tem em festas assim, então não decepcione e tente no máximo possível, oferecer uma variedade satisfatória de produtos. Doces típicos, comidas típicas, bebidas quentes e também as geladas. Confira nossa matéria sobre o que não pode faltar, clicando aqui.

Música e brincadeiras

Por fim, é hora do entretenimento. Seus convidados querem diversão, então ofereça o máximo de divertimento possível. Brincadeiras como a corrida do saco, a quadrilha junina e shows de sertanejos e forró podem animar, e muito, seus clientes. Se quiser, confira nossa matéria sobre brincadeiras juninas, clicando aqui, e arrase na criatividade.

Esperamos ter organizado um pouco a sua cabeça e incentivado você em seus planos de negócio. Desejamos boa sorte e que sua festa seja um sucesso do começo ao fim! Conte conosco!

Aprenda a fazer uma canjica especial e surpreenda seus clientes.

Capturar

Um dos pratos mais desejados nas festas juninas é a canjica. Um tipo de doce que agrada todo tipo de paladar. Então se for organizar algum festival em seu estabelecimento, lembre-se dele. Seus clientes vão adorar. Separamos uma receita para facilitar o seu trabalho. Se quiser, confira também nossa receita de quentão que disponibilizamos semana passada, clicando aqui.

Ingredientes:

• 1/2 kg de milho de canjica (preferência branco)
• 2 l de leite
• 2 xícaras de açúcar
• 1 lata de leite condensado
• 1 lata creme de leite
• Amendoim torrado e moído
• Coco ralado opcional (200 g)

Modo de preparo:

• Deixar o milho de molho de uma noite para o dia em água
• Depois o cozinhe em um pouco de água com um pouco de açúcar
• Depois de macio, acrescente o leite, o leite condensado, o coco e o amendoim.
• Deixe cozinhar até ficar bem macio
• Depois de cozido, antes de desligar, acrescente o creme de leite e mexa bem
• Desligue antes de ferver.

Você sabe como surgiu a festa Junina?

Capturar

Que você já foi a várias festas juninas, isso é previsível, que você saiba tudo que se possa encontrar em um arraial, também, mas e como surgiram as famosas festas de São João? Esse nosso post tem um tom cultural e de curiosidade, que pode até não parecer importante. Mas lembre-se que ganha mais quem estiver mais bem informado. Saber a origem das coisas é dominá-las também. Então, empreendedor, aproveitar nossa pesquisa e transforme essa história em oportunidade de negócio.

Só o fato de se chamar festa de São João já se pode concluir que o evento surgiu por uma questão religiosa. Certo? Em partes. As festas juninas homenageiam três santos católicos: Santo Antônio (no dia 13 de junho), São João Batista (dia 24) e São Pedro (dia 29). No entanto, a origem das comemorações nessa época do ano é anterior à era cristã. No hemisfério norte, várias celebrações pagãs aconteciam durante o solstício de verão, que nada mais é do que o dia mais longo e a noite mais curta do ano no respectivo hemisfério, que ocorre justamente nos dias 21 ou 22 de junho.

O período de Junho é festejado até pelos povos indígenas que no Brasil habitavam antes dos portugueses. Eles homenageavam a agricultura com danças, cantos e festas. Na Antiguidade os celtas e os egípcios aproveitavam a ocasião para organizar rituais em que pediam fartura nas colheitas. Já na Europa, os cultos à fertilidade em junho foram reproduzidos até por volta do século 10. Ou seja, a festa junina é uma celebração cuja essência é mais antiga do que se imagina. Celebrar os dias dos santos é apenas um olhar da igreja sobre o período, mas o que o torna tão especial é a busca pela alegria e pela troca social. Hoje, as grandes festas juninas se concentram no Nordeste, com destaque para as cidades de Caruaru (PE) e Campina Grande (PB).

E aí, surgiu alguma ideia? Ontem nós publicamos uma matéria muito interessante sobre a possibilidade de unir a Copa do Mundo com as festas juninas. Confira, clicando aqui, e veja que o período realmente é propício para quem quer festejar e aumentar os lucros.

Faça sua festa junina com o tema da copa e entre para a torcida

CapturarEmpreendedor, como está sua percepção de negócio? Você está mais tendencioso a trabalhar com as oportunidades que surgem a partir do período de festas juninas ou sua expectativa está na Copa do Mundo no Brasil? Talvez a grande sacada seja a mixagem entre um e outro. Unir as ideias pode aumentar seu campo de atuação e aumentar seu lucro. Então para auxiliá-lo nessa tarefa de buscar soluções, estamos aqui, mais uma vez, para trocarmos figurinhas.

Festa junina e Copa do Mundo podem até serem coisas diferentes, mas elas têm muito mais em comum do que você imagina. Basta analisar o tipo de público que ambas atraem: famílias. Idosos, casais, jovens e crianças, todos querem vivenciar momentos de alegria e aproveitá-los ao lado dos amigos e queridos. Se para toda festa, o que vale é a comida, a bebida, a musica e a diversão, então mais uma vez unifica-las não traria problema algum. Veja nossas ideias:

Decoração: Utilize o tema da torcida e decore sua festa junina com as cores do Brasil. Deixe o verde o amarelo reinar. Bandeiras, balões e enfeites, tudo pode estar de acordo com o tema do futebol.

Quadrilha: Ao invés dos participantes estarem fantasiados de caipiras, porque não propor o uso do uniforme de times da copa. Daí a noiva e o noivo do arraial seguram a taça e seguem em uma coreografia comum das festas de São João.

Comidas e bebidas: Nesse quesito, os quitutes das festas juninas sempre tem muito apelo e talvez seja por causa deles que as pessoas tanto amam esse período do ano. O que poderia torna-los mais atraentes é a forma como são vendidos. A embalagem, os guardanapos e os copos podem estar associados ao Brasil. Uma ideia que poderia se tornar uma grande ação de marketing é a venda das comidas típicas dos principais países presente nos jogos do mundial. O crepe francês, o churrasco argentino, a calabresa italiana, a salsicha alemã. Sob o mote “Devore os adversários”, não pare de vender.

Como lucrar com festas juninas?

Capturar

O bom empreendedor é aquele que aproveita as oportunidades e extrai delas o máximo de benefícios possíveis. Os meses de junho e julho, por exemplo, são naturalmente dois meses em que as festas juninas são oportunidades de negocio para muitos empreendedores. O problema está na concorrência que o período acaba fomentando. Este ano, em especial, teremos a Copa do Mundo no Brasil e os meses em questão tornam-se ainda mais oportunos para aqueles que querem investir e lucrar. Daí a pergunta: como lucrar com festas juninas?

Para qualquer tipo de lucro é importante compreender a relação demanda X oferta. Uma interfere na outra mutuamente. Nesse período, há uma grande demanda e uma grande oferta, afinal todos querem atrair consumidores vorazes. Então, o empreendedor precisa se concentrar nos diferenciais, na qualidade e no preço. O que sua festa terá que outras não terão? O preço? A diversidade? A qualidade? A localização? Tudo pode ser útil para quem deseja conquistar clientes. Vejamos cinco itens que podem ajudá-lo a ter mais lucro nesse incrível e único cenário em que estamos:

1- Escolha o que você vai querer vender em sua festa.
Caso você saiba cozinhar, ofereça uma barraquinha de doces e salgados. Não sabendo cozinhar, venda bebidas ou contrate alguém que o faça.

2- Faça uma pesquisa de preços.
Saber comprar é uma arte que todos empreendedores devem dominar, porque comprando bem, vende-se melhor. Uma boa pesquisa de preços ajuda a descobrir o melhor custo-benefício de cada produto. Aproveite e vá ao Makro conferir nossas promoções.

3- Para quantas pessoas é a sua festa?
Não tenha desperdício nem deixe faltar nada. Lembre-se que quanto mais precisa for sua análise, melhores serão os seus ganhos.

4- Defina o preço de venda do produto.
Tente sempre que possível ter 100% de lucro. Se, por exemplo, você gasta R$ 10 para fazer uma torta que rende 10 pedaços, então você pode vender cada fatia por R$ 2.

Para finalizar, tenha em mente que a Copa do Mundo no País pode fomentar ainda mais a sua festa de São João. Introduza o tema em sua decoração e verifique se não pode transmitir os jogos no dia de seu evento. Com isso você atrai também os apaixonados pelo esporte.

Conheça as brincadeiras Típicas de um arraial e incremente sua festa.

Capturar

Essa semana nós já falamos sobre a decoração (clique aqui para ler) de uma mesa para festa junina, falamos das comidas típicas (clique aqui para ler) e também do Quentão (clique aqui para ler), mas hoje nós retrataremos as brincadeiras típicas de um bom arraial. Elas animam, divertem e descontraem o ambiente. Os convidados e clientes podem balançar o esqueleto e colocar o estresse para fora. Nesse sentido, separamos algumas opções que são fáceis de organizar e extremamente divertidas.

Pescaria: A pescaria é uma das brincadeiras mais tradicionais de Festa Junina. Ela é simples e bem divertida. Basta recortar peixes de papel grosso (tipo papelão) e colocar números neles. Devemos colocar uma argola na boca do peixe e enterrá-lo num recipiente grande com areia. Devemos deixar apenas a argola para fora e o número deve ficar encoberto pela areia. Os participantes recebem varas de pescar. Ganha a brincadeira aquele que pescar a maior quantidade de peixes ou com maior número de pontos. Em quermesses é também comum dar prêmios (brindes) aos participantes que pescam os peixes.

Corrida do saco: Também muito tradicional, consiste numa corrida onde os participantes devem pular dentro de um saco de estopa (saco de farinha, por exemplo). Quem atingir a reta final primeiro ganha a partida. É possível também fazer a corrida em duplas.

Jogo do rabo do burro: Este jogo é bem divertido. Usamos um burro desenhado em madeira ou papelão. O participante deve, com os olhos vendados, colocar o rabo no burro no local certo. O participante deve ser girado algumas vezes para perder a referência.

Derrubando latas: Basta colocar várias latas vazias num muro. Os participantes tentam derrubar as latas atirando bolas feitas com meias. Vence quem derrubar mais latas.

Correio Amoroso: Os organizadores da brincadeira servem como intermediários na entrega de bilhetes com mensagens de amor, amizade, paquera ou apenas brincadeira.

Corrida do Ovo na colher: Um ovo de galinha é colocado numa colher de sopa. Os participantes devem atingir a linha de chegada levando a colher com o cabo na boca, sem derrubar o ovo.

O quentão que não pode faltar em sua festa junina

Seguindo o tema da semana, continuaremos a falar sobre as festas juninas. Na segunda-feira, nós comentamos sobre a arte de atrair o cliente pelo olfato (clique aqui para ler a matéria). Os cheiros típicos da festa junina são marcantes e remetem, quase sempre, a bons sentimentos. Dentre os alimentos que mais produzem esse efeito está o Quentão e, por isso, selecionamos três receitas que podem ajudar o seu negócio, assim como incrementar o seu cardápio junino.

Capturar

Quentão de cachaça – O tradicional quentão junino

Ingredientes:
- 1 1/2 xícara (chá) de açúcar
- 1 1/2 xícara (chá) de água
- 50g de gengibre cortado em fatias finas
- 1 limão cortado em rodelas
- 4 xícaras (chá) de cachaça
- 3 cravos da índia
- 2 pedaços pequenos de canela em pau

Modo de preparo:
Aqueça o açúcar em fogo alto, mexendo de vez em quando até caramelizar. Junte todos os ingredientes menos a cachaça e ferva mexendo até dissolver o açúcar. Junte a cachaça, com cuidado, de preferência fora do fogo para não incendiar, misture e deixe ferver em fogo baixo por 3 minutos. Sirva em caneca de barro ou louça, para não tirar o sabor do quentão.

Quentão de vinho – O quentão alternativo e saboroso

Ingredientes:
- 1/2 litro de vinho tinto
- 1 casca de canela
- 2 cravos da índia
- 1 casca de laranja
- Açúcar a gosto

Modo de preparo:
Ponha todos os ingredientes numa panela. Leve ao fogo e deixe esquentar sem que comece a ferver. Sirva em copos ou canecas que não queimem as mãos de quem as segura.

Quentão sem álcool – O quentão para aqueles que não bebem álcool

Ingredientes:
- 1/2 xícara (chá) de maçã seca
- 1/2 xícara (chá) de açúcar
- 1/2 colher (café) de gengibre desidratado
- 1/2 colher (café) de canela em pó
- 1/2 xícara (chá) de casca de um maracujá ou abacaxi
- 2 litros de água

Modo de preparo:
Coloque todos os ingredientes em uma chaleira e ferva por 10 minutos, aproximadamente. Apague o fogo e deixe descansar, por mais 15 minutos. Sirva ainda quente.

Saiba quais são as comidas típicas de uma festa junina

Capturar

Na hora de organizar uma festa junina, o empreendedor deve se preocupar com muitas coisas: a decoração, as brincadeiras, a música e também os alimentos. Como as festas de São João só ocorrem anualmente, é natural que o cliente espere encontrar tudo que ele ama e que só encontra reunido nesse tipo de festa. Por isso, hoje disponibilizaremos uma lista com os principais alimentos e guloseimas que não podem faltar na sua quermesse.

- Amendoim
- Arroz Doce
- Bolo de Milho Verde
- Baba de moça
- Biscoito de Polvilho
- Pipoca
- Curau
- Pamonha
- Canjica
- Milho Cozido
- Suco de milho verde
- Quentão (bebida feita com gengibre, pinga e canela)
- Batata Doce Assada
- Bolo de Fubá
- Bom-bocado
- Broa de Fubá
- Cocada
- Cajuzinho
- Doce de Abóbora
- Doce de batata-doce
- Maria-mole
- Paçoca
- Pastel Junino
- Pé de moleque
- Pinhão
- Cuzcuz
- Quebra Queixo
- Quindim
- Rosquinhas de São João
- Vinho Quente
- Suspiro
- Churros

Quanto mais completa for a sua diversidade de comidas, mais especial será a sua festa e mais lembrada na mente de seus clientes. Você pode tornar o seu negócio uma referência em organização e bem-estar. Boa sorte!

Confira também a nossa sugestão de como decorar sua mesa junina, clicando aqui.

Aprenda a montar uma mesa para festa junina

Capturar

Olá Empreendedores! Esta semana vamos falar sobre as tradicionais e anualmente esperadas festas juninas. Nesta época do ano é comum ouvir as pessoas dizendo que não veem a hora de irem à quermesse, como popularmente chamam as festas religiosas, como a de São João. As festas anualmente movimentam muito dinheiro no comercio e, por isso, são excelentes oportunidades de negócio. Hoje, precisamente, vamos discutir sobre como montar uma mesa que chame atenção e lhe ajude a render alguns bons trocados.

Sempre que se fala em atrair o olhar de um cliente, é preciso que se faça um exercício bastante saudável: se colocar no papel de freguês e examinar suas expectativas, assim como seus anseios. Imagine por exemplo, que já faz um ano, aproximadamente, que você não vai a uma festa junina, quando, de repente, se depara com um estabelecimento que propõe as delícias da festa, o que você espera encontrar? É provável que sua imaginação levante alguns itens aparentemente indispensáveis. Lembre-se, os olhos e o olfato são os primeiros sentidos a serem ativados quando se entra em um bar, em um restaurante ou mesmo em uma quermesse. Sabendo disso, como montar essa mesa?

Capriche nas cores
Escolha uma toalha xadrez ou uma toalha que tenha o tema junino. Para esse tipo de festa, as cores naturais são importantes porque remetem ao interior, então separe as palhas, as jutas e o papel crepom. Sugerimos que o alimento seja separado por cores, assim a mesa se torna um grande mosaico de São João. As cores azuis, vermelhas e verdes, assim como o xadrez colorido pode ser uma boa pedida.

Itens decorativos
O balão de papel, as bandeirinhas, a palha, os sacos de estopa e até uma fogueira artificial e bem organizada podem virar elementos de decoração da sua mesa. O próprio alimento é uma espécie de item decorativo. Pés-de-moleque, paçocas e doces ajudam a compor uma mesa bastante diversificada.

O cheiro do quentão e da pipoca
Como falamos anteriormente, o olfato é fundamental para a boa experiência do cliente, então, lembre-se dos alimentos e bebidas que, além de deixarem sua mesa mais colorida e apetitosa, chegam a atrair pessoas que nem mesmo estavam em seu estabelecimento. O quentão, a pipoca doce e o amendoim torrado tem essa característica dominante e podem ser muito estratégicos para seu negócio.

Mais do que regras de decoração, a sua mesa junina precisa ser criativa, colorida e cheirosa. Disponha os alimentos de forma que fiquem fáceis de serem selecionados e ofereça variedades. Boa sorte e um bom arraial!