Dicas de livros para atuais e futuros empreendedores!

Olá empreendedor! Todos sabem o quão importante é ter conhecimento no ramo do seu negócio. Para isso, existem muitas leituras que podem te ajudar, além de agregar novos conceitos e aperfeiçoar algumas ideias que temos em mente. Hoje, no Guia do Empreendedor, falaremos sobre cinco livros que te ajudarão nessa jornada de sucesso.

Capturar

As startups estão em alta recentemente e são uma boa alternativa para começar seu negócio. Conheça então o livro que é considerado a “bíblia” das startups por apresentar de forma organizada e didática todos os passos passa criar uma empresa. Trata-se da obra de Steve Blank “The startup owner’s manual”. Dicas e explicações facilitarão muito na hora de empreender.

Uma hora em que sua startup já existe, administrá-la e manter os lucros positivos é uma tarefa que exige trabalho. O livro “a Startup enxuta” de Eric Ries expõe experiências vividas pelo próprio autor. Aborda o desenvolvimento e lançamento de novos produtos. Além disso, uma visão mais sustentável da utilização de recursos é exposta na obra.

David Schwartz em seu “A receita mágica de pensar grande” explica como a capacidade de pensar grande faz toda a diferença para o sucesso de um negócio. Métodos e técnicas de como ganhar a confiança das pessoas para alcançar bons resultados são a grande tônica.

Ainda em ganhar a confiança das pessoas, Keith Ferrazi defende que networking é a chave do sucesso. Em “Nunca almoce sozinho”, o autor apresenta dicas sobre como construir e expandir sua rede de contatos. E, com isso, como alcançar seus objetivos com essa base de pessoas que você conhece.

Por fim, todos sabem que “uma imagem vale mais que mil palavras” e é justamente esse o tema central de Rabiscos num guardanapo”. O autor, Dan Roam, ressalta a importância da ilustração visual para aumento das vendas e alcance de metas e objetivos. Além disso, para Roam, simples rabiscos podem ser revolucionários, por desenvolver ideias e solucionar problemas.

Empreendedor, não se esqueça de que a leitura é parte importantíssima do seu negócio. Estar por dentro do mundo do empreendedorismo faz seu negócio ir mais longe do que você imagina! Então, vamos à leitura!

Se preparando para os altos impostos

No Brasil é comum ver cidadãos reclamando do alto valor de impostos que pagam e de como isso pesa no bolso no final do ano. Mas como um empreendedor pode lidar com esta situação e se preparar financeiramente? O Guia do Empreendedor te ajuda a encontrar uma solução!

Capturar

Primeiro, é preciso ter em mente que basicamente existem dois tipos de impostos: os que representam custos simples e os que representam variáveis. Impostos que incidem sobre a receita, como o IPI, o ICMS, o PIS e o COFINS, alteram proporcionalmente à quantidade de unidades vendidas. Ou seja, representam custos variáveis.

Sabendo disso, a primeira medida a ser tomada seria a redução dos custos de produção, estabelecendo parcerias com fornecedores ou reduzindo perdas e desperdícios, por exemplo. No entanto, não corte insumos fundamentais para o processo produtivo, avalie quais etapas e funções podem ser realizadas de maneira mais eficiente.

Outra alternativa interessante é reduzir custos e despesas fixas. Novamente, o ponto é evitar ineficiências e procurar realizar o processo de fabricação do produto da melhor forma possível. Despesas com energia elétrica, água, alimento, entre outros recursos, podem ser consumidos de forma mais sustentável buscando reduzir essas contas.

Uma estratégia que muitas empresas utilizam também é aumentar o preço de venda ou estabelecer metas maiores aos funcionários para que a receita cresça. Caso opte por vender seu produto a um preço mais elevado, aja com cautela e racionalidade. Se seu produto estiver muito mais caro que o concorrente, os estoques poderão aumentar de um mês para outro e seus custos de estocagem custar caro.

Empreendedor, é evidente que pequenas mudanças podem trazer grandes benefícios. A dica é agir com calma e ponderar todas as possibilidades.

Quer fazer algo que gosta? Transforme sua paixão em um negócio!

Capturar

Olá empreendedor! O mundo vem se transformando e com as evoluções tecnológicas e mudanças nos hábitos, cada vez mais as pessoas buscam unir paixão e trabalho. E por que não pensar em um empreendimento que vai te motivar diariamente?
Primeiro, tenha em mente o que você quer fazer e onde pretende chegar. Acreditar no que você faz transparece aos consumidores e investidores e facilita, por exemplo, a fidelização dos clientes.

Não basta, porém, gostar do que se faz. Conheça bem a área que você busca atuar. Entenda as necessidades e os gostos dos clientes. Construir um know-how é o primeiro passo para a tomada de decisões certeiras.

Teste seu plano de negócios. Conversar com conhecidos, apresentar as propostas e criar um “piloto” ajuda a validar a proposta. Em outro artigo do Guia Makro do Empreendedor foram expostos os passos sobre como validar uma ideia. Com todas essas estratégias, seu negócio será um sucesso.

Além da vontade de fazer dar certo, busque uma identidade ao novo empreendimento. Procure pessoas que pensam como você, ou mesmo possíveis clientes, e trace planos de marketing que valorizem o negócio.

Tenha em mente que toda essa paixão pelo que você quer abrir será um diferencial. A proposta de valor que você busca oferecer às pessoas pode ser justamente o “toque pessoal” e verdadeiro que você irá dedicar ao negócio.

Já pensou em montar uma franquia em casa?

Capturar

Olá empreendedor! Você já imaginou ter uma franquia em casa? Acredite, é possível! Hoje o Guia vai te mostrar como é fácil empreender sem sair de casa. Nos últimos anos, a possibilidade de trabalhar na sua própria casa aumentou, muitas empresas começaram a adotar o que chamamos de “home office”. Porém, melhor que ser empregado com esta comodidade, é montar seu próprio negócio em casa, reduzindo custos e maximizando seu tempo.

Algumas franquias já estão fazendo uso dessa nova tendência para ampliar sua rede de franqueados, criando a “home based”. É o caso de Eliane Cristina, que transformou um cômodo de sua casa em escritório. As mobílias domésticas deram espaço para telefones, computador e impressora. Eliane comanda 40 funcionários em uma rede que presta serviço a idosos e doentes.

É claro que não basta ter vontade, disciplina é chave fundamental do sucesso. Algumas pessoas que convivem com você podem não entender que, por mais que esteja em casa, você está trabalhando. É preciso, ao máximo, evitar distrações. Por isso, ofereça treinamento aos funcionários para que isso não ocorra.

Para abrir sua franquia em sua própria casa, precisa-se de uma estrutura mínima, como computadores, conexão com internet de qualidade, impressora, telefone. Separe o “local de descanso” do “local de trabalho” para evitar ineficiência no desempenho profissional.

A maioria das franquias home based é de prestação de serviços, como o setor de Tecnologia da Informação, agências de turismo, cuidados para idosos, reforço escolar, serviços de beleza, entre outros.

Se você sempre sonhou com o negócio próprio, esta é uma boa opção. Este tipo de empreendimento requer baixo investimento e é fortemente acessível a todo tipo de profissional, independente da área que você está atuando no momento. Portanto, não perca esta chance e aventure-se em seu novo empreendimento!

Descubra novas caipirinhas com frutas inusitadas!

caipiA tradicional caipirinha de limão atende bem a qualquer evento, e seu preparo não exige muito mais do que um pouco de cachaça, gelo e açúcar. Mas para melhorar o seu evento e deixar amigos e familiares curiosos, varie e produza outros drinks com frutas diferentes!

Que tal inovar? Veja as dicas que separamos para você fazer caipirinhas diferenciadas e deliciosas!

Caipirinha de Banana: para criar uma caipirinha de banana, a receita é bem simples e inclui apenas o uso de uma banana, 15ml de cachaça com sabor banana, 15ml de suco de limão, 70ml de cachaça industrial branca e pedras de gelo.

Com todos os ingredientes em mãos, basta colocá-los em um liquidificador e aguardar que fiquem bem misturados. Para servir, decore a borda do copo com açúcar e canela. Essas dão um sabor especial na bebida.

Caipirinha de Melancia: uma fatia de melancia, uma colher de açúcar e três colheres de gengibre são a medida certa para esta receita! Coloque tudo em uma coqueteleira e macere-os até que estejam bem triturados. Em seguida, acrescente pedras de gelo e 70ml de cachaça branca industrial. A decoração do copo pode ficar por conta do mel e pimenta em pó.

Caipirinha de Kiwi, Abacaxi e Jabuticaba: a receita mais exótica –e possivelmente mais simples. Coloque um kiwi, seis jabuticabas, duas fatias de abacaxi e uma colher de açúcar em uma coqueteleira, e em seguida macere-os. Adicione, então, 75ml de cachaça branca industrial e pedaços de gelo picado. Antes de servir, misture bem os ingredientes e prepare-se para os comentários sobre seu drink incrível!

Empresa de dedetização é um negócio que está em ascensão. Invista!

Capturar

Olá empreendedor! Você sabia que o mercado de dedetização vem crescendo no Brasil? Investir neste segmento é uma ótima decisão até para aqueles que não possuem um capital inicial muito alto. O cenário é positivo na área industrial, hospitalar e residencial.

Defina um segmento específico e o público-alvo que se deseja atingir. Diferenciar a categoria de serviços oferecida é o primeiro passo. Escolher entre desratização ou desinsetização facilitará na escolha dos equipamentos e estrutura do negócio.

Não se esqueça de adequar-se à legislação exigida. Siga os pré-requisitos legais na abertura da empresa e durante seu funcionamento. Normas de segurança devem ser uma prioridade. Ofereça treinamento aos funcionários tanto na execução do serviço, como na utilização de equipamentos.

Outro ponto é investir na sua capacitação e aumento de conhecimento do ramo. Procure cursos que ensinem a gerir negócios. Alguns muitas vezes são oferecidos gratuitamente online. Fique atento!

Para facilitar a administração dos serviços e clientes, adquira um bom software de gerenciamento das dedetizações. Isso poupará dinheiro com gastos de ineficiência. E tenha em mente que o investimento inicial para quem busca se aventurar neste ramo fica em torno de 30 a 80 mil reais.

Por último, mas não menos importante, foque em publicidade. Divulgar seu negócio é a chave do sucesso. Crie um site da empresa, entre em contato com guias de serviços ou mesmo emissoras de televisão e rádio para atingir um maior público com as propagandas. Start!

Faça suas ideias acontecerem!

Capturar

Olá empreendedor! Hoje vamos dar algumas dicas para você tirar as ideias do papel e começar a empreender. Muitas vezes temos soluções de negócios ideais, mas ficamos inseguros, sem saber se de fato será um sucesso. Confira então os cinco passos que o Guia trouxe para você. Vamos lá?

• Avalie a ideia: confira se a ideia já existe no mercado. Afinal, a chave do sucesso é possuir um diferencial. Caso existam produtos semelhantes, repense se de fato seriam bem aceitos pelo público alvo. Uma boa alternativa é melhorar algo que já existe e incrementar características que possam agregar valor ao seu produto.

• Converse com outras pessoas: a troca de ideias é fundamental para gerar novos insights. Conheça a opinião de outras pessoas em relação ao seu novo empreendimento. Você pode consultar amigos e familiares, mas não se prenda só a eles. Busque a sugestão de profissionais que avaliem se a sua proposta é boa ou não. Além disso, pesquise o que seu público-alvo deseja, teste características e obtenha dados que confirmem se há demanda pelo que você estará ofertando.

• Crie um protótipo: teste sua ideia antes. Construa um produto minimamente viável (MPV) que represente, de forma objetiva, a proposta de valor, ou seja, o que a empresa se propõe a fazer. Essa é uma forma rápida e barata de testar seu possível negócio.

Construa sua marca: tome medidas legais para a segurança de sua ideia. Após isso, crie diferencial que a valorizem.

Planeje como atrair clientes: traçar estratégias de como atrair clientes e conquistar consumidores é fundamental para a inauguração e manutenção de seu produto no mercado. Utilize as redes sociais, elas possuem um alto potencial de divulgação com baixo custo.

Não perca tempo empreendedor! Mãos à obra!

Como lucrar investindo nas famosas paletas mexicanas!

Capturar

Olá empreendedor! Hoje vamos falar sobre o sorvete de palito recheado que tomou conta do Brasil. A produção começou em São Paulo e no Paraná em 2012 e agora não há quem não conheça a paleta mexicana. Contaremos um pouco sobre este empreendimento.

Com um peso unitário de 120 gramas, os resultados de venda refletem o sucesso da iguaria. A marca Helado Monterey já possui mais de 100 lojas abertas e fechou 2014 com mais de quatro milhões de paletas vendidas.

E afinal, o mercado apresenta-se favorável? O consumo de sorvete no Brasil teve alta de 81,6% no período de 2003 a 2013, segundo a Associação Brasileira das Indústrias e do Setor de Sorvetes (ABIS). E a expectativa de crescimento é de 24% nos próximos quatro anos.

Para aventurar-se neste segmento, o ideal é abrir quiosques em shoppings onde o fluxo de clientes é maior. Além da boa visibilidade, há um grande contato com as pessoas, facilitando atender à demanda desejada. Uma outra vantagem de abrir neste local é que o custo com funcionários e instalações é reduzido.

Saiba que no mercado as paletas são comercializadas a um preço entre 4 e 9 reais e os sabor que faz mais sucesso é o de morango com leite condensado. Caso você busque um diferencial, ofereça sabores com diferentes recheios, ou por que não uma linha exclusiva de baixa caloria?!

Você pode abrir seu negócio próprio, mas outra opção pode ser optar por uma franquia. Não se esqueça de planejar todos os gastos necessários e as etapas de criação de sua loja. Para evitar imprevistos, crie um plano comercial com estratégias para instalação e execução do negócio.

Agora, com nossas dicas, que tal entrar neste ramo que vem sendo um sucesso? Vamos empreender!

Temperatura ideal para servir vinhos

post2_15.03

A etiqueta para servir vinhos envolve uma série de regras essenciais para a melhor apreciação, e a temperatura é um dos principais fatores que influenciam no paladar.

Para cada tipo de vinho, no entanto, há uma faixa de calor que pode ser adotada, sendo importante manter atenção redobrada sobre esta variável e, se possível, fazer uso de um termômetro para auxiliar no processo de resfriamento das garrafas.

Confira a seguir algumas dicas que poderão ser bastante úteis para chegar à melhor experiência possível:

Vinho branco:
Apesar de ser um costume deixar a garrafa no refrigerador por muitas horas, a melhor forma de chegar à temperatura ideal (3ºC) é fazer uso de um balde com água fria e gelo por cerca de 8 minutos.

Na mesa, o vinho deve manter-se nesta mesma temperatura, sendo eficaz utilizar o balde também durante a refeição.

Temperatura ideal:
• Leve e doce: 6º a 8º
• Jovem, meio-seco: 7º a 10º
• Encorpado: 10º a 12º

Vinho tinto:
O tinto normalmente é consumido à temperatura ambiente, e por isso deve ser colocado no local em que será servido para aquecer gradualmente. Em casos de maior urgência, pode-se utilizar um balde de água quente para aquecê-lo mais rapidamente.

No entanto, tome cuidado para não exagerar no aquecimento ou o líquido pode estragar.

Temperatura ideal:
• Jovem: 11º a 14º
• Encorpado: 15º a 17º
• Reserva: 16º a 18º

Por que ouvir os clientes é tão importante?

Capturar

Olá empreendedor! Para desenvolver o seu negócio, é essencial saber lidar com as críticas. Muitas podem ser úteis, aprenda a filtrar as informações!

Existe um tipo de crítica que não pode ser ignorado em hipótese alguma: a do cliente. Nem sempre o consumidor está certo em suas reclamações, mas é fundamental estar atento a seus desejos.

Por piores ou mais injustos que sejam os motivos, o cliente que não se sente ouvido pelo vendedor pode, a qualquer momento, sair da loja e buscar outro fornecedor. Por isso, esteja pronto para atendê-lo da melhor forma possível!

Coloque-se sempre no lugar dele. O que pode ser melhorado? Já parou para pensar no que incomoda muito o seu consumidor? E como proceder em relação a isso?

Questionar-se é essencial para antecipar as mudanças e surpreender os visitantes, mas acatar críticas e deixar bem claro que existe um espaço para que estas sejam comunicadas, também funciona como um grande atrativo.

Uma vez com as sugestões e reclamações em mãos, preocupe-se em compreender a origem das inquietações para poder melhorar o seu serviço. Por mais difícil que pareça, o olhar externo pode realmente te ajudar a crescer mais rápido!