Você pensa em abrir uma papelaria? Saiba como!

Capturar

Olá Empreendedor, as férias escolares estão acabando e se você pensou em montar uma papelaria ou adquirir uma franquia, temos algumas dicas para você. A primeira delas é fazer um bom planejamento. Quanto mais você planejar, maior será sua chance de sucesso.

É importante saber que muitas das papelarias acabam tendo lucro em somente algumas épocas do ano – geralmente um a dois meses antes do começo das aulas. Então, os empreendedores do ramo devem oferecer mais produtos, atendendo também empresas e escritórios. Por isso, a escolha da localização é um ponto crucial. O ideal é montar uma papelaria próxima ao publico alvo, que são as escolas, faculdades, fóruns e escritórios.

Sabendo da dificuldade de conseguir se instalar próximos a estes locais, procure dar atenção especial a esses clientes, porque isto também faz a diferença para que eles se tornem fregueses. Faça entregas gratuitas, promoções diversas, e dê prazo para os pagamentos, observando, é claro, uma política de crédito pré-estabelecida. Estes pequenos diferenciais podem fazer com que você se destaque no mercado.

Quanto ao estoque, você deve fazer uma pesquisa de mercado para se inteirar de quais produtos tem maior aceitação e são vendidos com mais facilidade. Esta é uma boa dica, pois pode vir a ser uma estratégia para ter boa rotatividade, menores gastos de capital, e não ficar a mercê de modismo, ou seja, comprar muitas mercadorias que logo podem sair de moda, e “encalhar” no estoque.

Por isso, comece com o mínimo de produtos até conhecer sua necessidade real de estoque. Compre, neste primeiro momento, elementos básicos, como: papéis sulfite, estojos, durex, envelopes, canetas de cores diversas, fichários, borrachas, lápis, lápis para desenho e lápis para colorir, tintas, pincéis, vários tipos e tamanhos de cadernos, cola, canetinhas, tesouras, apontadores, estiletes, papéis cartolina, crepom, etc. Uma boa sacada é ir anotando todos os produtos procurados e que você não tem, e também a quantidade que você vende de cada produto que tem, assim poderá fazer uma estimativa do que deve pedir e a quantidade para as próximas compras.

Outro ponto que deve ser analisado é a estrutura básica necessária para montar sua papelaria. Isto vai variar de acordo com o porte do estabelecimento, o ideal é escolher um local arejado que permita que cliente e funcionários transitarem com facilidade. Para montá-la você precisará ter estantes, balcões, expositores, máquina copiadora (Xerox), computadores, telefone, fax, caixa registradora, etc.

Os funcionários também fazem parte dessa estrutura. Você provavelmente precisará de dois – sem contar com o dono – para começar. Lembrando que em certas épocas do ano o movimento pode aumentar e você vai precisar de mais funcionários.

Você deve estar se perguntando em quanto deverá investir para abrir sua papelaria. Levando todos os pontos da analise em conta, para montar uma papelaria pequena esse valor será em torno de R$40.000,00, e R$150.000,00 para uma loja de porte mediano.

Como combinar pães e vinhos?

France --- Bread and Red Wine --- Image by © H et M/photocuisine/CorbisOlá Empreendedor, hoje vamos falar de uma combinação milenar: o pão e vinho. Juntar estes dois artigos em uma refeição ou couvert pode ser feita de inúmeras formas – com diferentes texturas de vinhos e com todas as receitas de pão – o importante é usar e abusar da sua criatividade.
Para deixa-lo com a boca salivando, neste domingo, separamos uma receita de sanduiche. Escolhemos também o vinho que melhor harmoniza com o prato.
Chausson gourmand: este é o chamado ”pão sapato”. O recheio leva pato defumado,
ameixas maceradas em aguardente e framboesas. Tudo é enrolado
em uma folha de espinafre, servido tanto quente quanto frio. Para esta receita indicamos o vinho tinto merlot ou shiraz.

Ingredientes
• Farinha de trigo T55 – 900 g
• T170 farinha de centeio 100 g
• Água (temperatura base 60 ° C) 620 g
• 400 g de massa fermentada
• 20 g sal
• Fermento 10 g

Preparando o recheio
• Ameixa picada 80 g
• Aguardente QS
• 20 folhas de espinafres frescos
76
• Pato defumado 300 g
• Lombo de porco 300 g
• 50 g de framboesas congeladas
• Um dia antes deixe as ameixas marinar no brandy ou aguardente.
• Escalde o espinafre folhas em água fervente.
• Fatiar as carnes na máquina de corte.
• Misture o recheio com ameixas e framboesas.
• Faça bolinhos de recheio de aproximadamente 35 gramas cada, e, em seguida,
embrulhe-os nas folhas de espinafre.

Método de trabalho
• Incorporação: todos os ingredientes são colocados no início, com exceção do recheio.
• Tipo de massadeira: batedeira.
• Misturar: 3 minutos, em 1ª velocidade.
• Consistência da massa: Firme.
• Amassar: 5 minutos, em 2ª velocidade.
• Temperatura da massa: 23/24°C.
• Primeiro repouso: 45 minutos.
• Peso: 20 pedaços a 90 g.
• Formato: bolear a massa.
• Relaxar: 10 minutos.
• Moldelar: baixa oval.
• Rechear: colocar o recheio envelopado dentro da massa e modelar como um sapato.
• Dispor em uma placa de forno coberta com papel.
• Fermentar: 15 minutos.
• Cortar: faça duas ou três incisões na superfície.
• Vapor: em quantidade normal.
• Assar: a 250°C, 15 a 20 minutos.

Descubra o melhor jeito de organizar sua padaria

Capturar

Olá empreendedor, hoje vamos te sugerir algumas mudanças de organização para a sua padaria e saiba desde já, que isto pode aumentar em até 30% as suas vendas. Ao contrário do que muitos pensam, a questão da organização vai além da disposição dos produtos nas prateleiras e da higiene do local.

Organizar uma padaria significa também oferecer um estacionamento espaçoso, com vagas bem delimitadas. Um espaço interno confortável para os fregueses circularem também é fundamental. Seus clientes devem sentir-se mais “importantes” que os próprios produtos.

Ter todos os produtos identificados devidamente, com etiquetas, preços, validade e tipo, é crucial para conquistar a confiança do cliente. Nada mais desagradável do que ter que pedir sempre a um funcionário as especificações de um produto, ou pior, descobrir no caixa que o produto custa mais do que o anunciado. Seu cliente provavelmente voltará ao estabelecimento se encontrar tudo o que procurava.

Evitar desperdícios, agilizar o processo de atendimento e até de produção, conta mais do que determinar o lugar para cada alimento. A organização de padaria deve começar pelos próprios funcionários – que devem estar separados por área e função.

Gostou do tema? Esta semana escrevemos outros textos que podem ser do seu interesse também – “Veja a pesquisa sobre o comportamento do consumidor em padarias” (clique para ler) , “Descubra como fazer sua padaria se tornar mais lucrativa” (clique para ler) e “Produtos orgânicos estão em alta nas novas padarias” (clique para ler).

Produtos orgânicos estão em alta nas novas padarias

Olá Empreendedor, você que tem uma padaria deve estar adorando nossos textos desta semana – “Veja a pesquisa sobre o comportamento do consumidor em padarias” (clique para ler) e “Descubra como fazer sua padaria se tornar mais lucrativa” (clique para ler) foram alguns deles, e fique tranquilo que se você não viu ainda da tempo.

Capturar

As padarias estão em alta no país. De acordo com dados da Abip (Associação Brasileira da Indústria da Panificação), o setor faturou R$ 70,2 bilhões em 2012.

Por este motivo, hoje vamos continuar dando dicas para este tipo de estabelecimento.

Você sabia que virou tendência, em todo o mundo, usar artigos orgânicos para atrair mais clientes? 39,3% do setor, o que equivale a R$ 27,6 bilhões, são da venda de pães e de outros produtos com estes itens orgânicos.

Usar ingredientes orgânicos em seus pães possibilita que estes sejam feitos com fermentação natural – isto é, o fermento é produzido pelo próprio padeiro com água e farinha. Bactérias e fungos presentes no ar são os responsáveis por fazê-lo crescer. O pão fica com uma massa mais crocante e com o miolo macio, além de ser mais saudável.

Este tipo de inovação trará um ar de sofisticação para o seu negócio, então vale investir em receitas diferentes, use e abuse de sua criatividade, e estamos certos que, em pouco tempo, já terão pessoas que atravessarão a cidade para comprar especialmente seus pães. Dizemos isto, pois existe uma grande carência no mercado de pães artesanais orgânicos e a procura dos consumidores por uma alimentação mais saudável cresce potencialmente a cada dia.

Entretanto saiba que existe certa dificuldade para encontrar mão de obra especializada e fornecedores de produtos orgânicos. Mesmo um padeiro que já atua em uma padaria tradicional precisa de treinamento para trabalhar com estes itens, pois a técnica de produção é bem diferente.

Quanto aos fornecedores, são poucas as empresas que têm certificação de produção orgânica, o que exige uma pesquisa ainda maior. Todavia deve se pensar nos custos da implementação deste negócio. O valor é alto porque o maquinário é caro e o empreendedor precisa se capacitar para dominar as técnicas de preparo do pão.

Aprenda a fazer os deliciosos Croissants franceses

Olá Empreendedor, aposto que você já se perguntou como fazer um daqueles deliciosos croissants franceses. Hoje, é dia de receita no Guia do Empreendedor Makro, e separamos essa receita pensando em você.

Capturar

Estas medidas são ideais para 40 a 50 porções.

Ingredientes

• 1 xícara de chá de leite
• 1 tablete de 15g de fermento para pão
• 2 colheres de sopa de manteiga ou margarina
• 2 colheres de sopa de açúcar
• 1 colher de chá de sal
• 1 colher de chá de casca de limão ralada
• 2 ovos
• 4 a 5 xícaras de chá de farinha de trigo
• Manteiga para untar
• Farinha de trigo para polvilhar
• 1 pacote de manteiga contendo 200g

Modo de preparo

• Ferva o leite e deixe amornar.
• Quando estiver quase frio, dissolva o fermento em 1/2 xícara (chá) de água morna e misture com o leite.
• Acrescente a manteiga ou margarina, o açúcar, o sal, a casca de limão, 2 ovos e bata bem.
• Junte 2 1/2 xícaras (chá) de farinha e misture.
• Vá acrescentando o restante da farinha aos poucos e amassando até que a massa fique uniforme e maleável.
• Faça uma bola com ela e coloque numa tigela untada.
• Vire para untar do outro lado.
• Cubra e deixe crescer por 1 hora.
• Abaixe a massa, cubra e leve à geladeira por mais 1 hora.
• Abaixe a massa novamente.
• Abra-a com o rolo sobre uma superfície ligeiramente polvilhada, formando um retângulo.
• Espalhe 1/3 da manteiga, dobre a massa em três partes e abra novamente.
• Repita a operação mais duas vezes, até terminar a manteiga.
• Leve novamente à geladeira e deixe crescer por mais 1 hora.
• Abra a massa e corte em triângulos.
• Faça os croissants:
• Enrole os triângulos começando pela parte mais larga.
• Leve à geladeira e deixe por mais 30 minutos.
• Coloque os croissants numa assadeira sem untar e asse em forno quente por uns 15 minutos, ou até que dourem e fiquem crocantes.

Descubra como fazer sua padaria se tornar mais lucrativa!

Capturar

Olá Empreendedor do ramo das panificadoras, esta semana estamos falando sobre esse mercado. Nossa dica de hoje interessa – e muito – a você. Te daremos algumas dicas valiosas, que certamente, te ajudarão a impulsionar o seu empreendimento e a aumentar os seus lucros. Como todos sabem “a propaganda é a alma do negócio”, então vale investir para que ela seja feita da melhor maneira possível, e quando falamos desta divulgação não nos restringiremos somente aos meios de comunicação. Traremos soluções para o interior da padaria, assim como sua comunicação visual.

Ao divulgar o seu negócio, mostre que você tem tudo aquilo que eles procuram. Todos os seus futuros clientes devem saber de seus produtos diferenciados e de sua qualidade, é importante que estejam cientes também dos serviços especiais que você oferece. Em cada um dos meios de comunicação, a abordagem deve ser diferente. Pensando nisso confira algumas sugestões direcionadas:

Internet: Se a sua padaria aceita encomendas para festas, uma boa maneira de divulgar este serviço é usar a internet. Faça um site informando as opções, preços, prazo de entrega, o telefone e o endereço do estabelecimento. Você também pode cadastrar gratuitamente a padaria nos sites de busca. Assim, quando alguém estiver procurando um lugar que fornece sanduíche de metro em sua cidade, encontrará o seu contato.

Materiais da padaria: Aproveite o saquinho do pão, a caixa de pizza e o papel de embrulho para divulgar o nome da padaria, o telefone, possíveis promoções e produtos.

Folhetos e panfletos: Se sua padaria vender pizzas, bolos, sanduíches de metro ou algum outro produto diferenciado, faça panfletos para divulgar esses serviços. Você ainda pode fazer imãs de geladeiras com telefone da padaria para distribuir aos clientes.

Agora falaremos da exibição da sua padaria. O local deve fazer seus clientes se sentirem bem, seguros e que queiram permanecer mais tempo comprando e desfrutando. Pontos que chamam a atenção do cliente são as vitrines e cristaleiras. Estas exibições exteriores e interiores devem mostrar a variedade de produtos que o local oferece. Busque deixar as mercadorias sempre organizadas, isto proporciona uma boa ambientação e facilita a localização dos itens desejados pelo consumidor. Você deve atentar-se também à:

Fachada da padaria: Além de atrair clientes, a fachada pode ajudar a divulgar os produtos e especialidades da sua padaria. Para isso, coloque o telefone e indique alguns produtos que você vende. Se possível, com desenho ou ilustração. É importante que a fachada esteja bem identificada, iluminada e limpa.

Aparência: O look do local tem uma grande importância porque define o tipo de padaria que se quer mostrar: moderna, tradicional, estilo choupana, caseira, etc. Depende do estilo que se escolha, se utilizarão materiais para o mobiliário, recobrimentos de paredes, entre outros detalhes para decoração.

Mobiliário: O mobiliário deve adequar-se ao produto para que o ressalte e o engrandeça, não ao contrário. Deve ser uma ferramenta para que os produtos sejam vistos da melhor forma, frescos e deliciosos – utilizar madeira, cestas e telas são a melhor pedida. Não se pode esquecer que a forma de cada um dos exibidores deve ser adequada ao produto; por exemplo, o pão baguete, que é longo e ocupa espaço, vê-se muito melhor em elementos onde se possa colocar de forma vertical para que seja provocante.

Iluminação: Para complementar na aparência do local, a iluminação tem um papel primordial, sem iluminação não há clientes, eles vão onde há luz. A luz cria vida, esquenta o local e promove alegria.

Devem-se utilizar luzes gerais para todo o local e dar uma aparência de luz dia a qualquer hora seja na tarde, na manhã ou na noite. Além destas, deve-se utilizar luzes pontuais para iluminar os produtos; dirigidas para eles para dar-lhes importância, ressaltá-los e conseguir que sejam mais vistos.

Veja a pesquisa sobre o comportamento do consumidor em padarias!

Capturar

Olá, Empreendedor! Hoje nosso texto será direcionado para você que tem uma padaria. Foi realizada uma pesquisa que avaliou o comportamento dos consumidores nos vários tipos de estabelecimento. O chamado “2º Estudo sobre o Comportamento do Consumidor nos Canais Padarias, Mercadinhos e Lojas de Conveniência” trouxe dados inovadores – apresentam mudanças profundas, quando comparados ao primeiro estudo, realizado em 2011.

Os dados devem auxiliar empresários, varejistas, fabricantes, agências e consultores na tomada de decisão e no direcionamento financeiro envolvido nesses canais para a confecção de layouts, oportunidades de impulsão de vendas, índices de planejamento, hábitos, gasto e frequências dos consumidores.

O estudo foi realizado em 600 estabelecimentos de pequeno varejo nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Recife e Porto Alegre. Foram entrevistados 1.800 consumidores e as entrevistas ocorreram em duas etapas. Na primeira, foi realizada uma pesquisa no próprio ponto de venda, através de um questionário de auditoria de materiais de merchandising existente. Já na segunda, foram feitas entrevistas pessoais na entrada e saída dos estabelecimentos por meio de um questionário geral.

Então vamos aos tão esperados dados:

Nas Padarias, 52% dos frequentadores são homens casados, cuja principal razão de compra é o atendimento e qualidade dos produtos. Em média, 79% dos produtos adquiridos foram planejados, e 21% deles foram impulsionados na hora da compra.

Os produtos mais planejados e comprados são: pães, refrigerantes e cigarros – motivo a mais para apostar na diversidade desses itens. Agora, entre os artigos de maior compra por impulso, estão: queijo/mussarela, leite, salgadinho caseiro, sorvete, suco, refrigerante, café, iogurte e lanches. Com esses dados, você pode criar ações específicas em sua padaria e favorecer essa tendência de comportamento.

Como estruturar uma adega para guardar seus vinhos.

unnamed

Olá Empreendedor, hoje vamos dar uma dica fantástica pra você que é fã de vinhos. Descubra que ter uma adega pode dar um charme para sua casa ou estabelecimento, além de poder ser ainda mais barata do que você pensou.
Para montar este tipo de instalação, o primeiro passo é saber qual será o espaço reservado a ela. Para ter uma adega não é necessário um porão ou uma edícula, sequer um cômodo exclusivo, entretanto é importante que ela esteja em um local longe do sol e de fontes de calor, para ajudar a manter a refrigeração da adega. Uma área de um metro quadrado é suficiente – para uma adega com um numero relativamente baixo de garrafas.
Quanto aos tipos, existem dois principais: as climatizadas e as sem refrigeração. Em espaços como o porão, por exemplo, que já tem uma temperatura mais fria e constante, pode não ser necessário um sistema de refrigeração. Quando a intenção é montar um espaço de vinhos em casa, exposto a variações de temperatura, o indicado é usar um sistema de climatização.
Em ambos os casos, a ideia é manter as garrafas na temperatura ideal: entre 15 e 18 graus célsius para os tintos, entre 10 e 12 graus para os brancos e em cerca de oito graus para os espumantes. Devido à diferença para os tipos de vinho, a adega é dividida, e a distribuição de quantidades varia com a preferência do cliente.
Depois de escolher o melhor lugar e tipo de adega para você, deve-se analisar qual será o seu suporte. Garrafas colocadas em suportes individuais não são mais usados, pois não permitem a circulação de ar em torno dos recipientes e também pelas altas chances de danificar os rótulos dos vinhos. Hoje, o mais aconselhável, é o uso de tubos individuais de aço inox que mantêm as garrafas em um ângulo de 13 graus, o que permite que o vinho fique em contato com a rolha – ou seja, ajuda na conservação – e já mantém a borra no fundo da garrafa.
O último passo seria a análise de preços. Uma adega feita sob medida pode ser muito cara para o que você estava pensando – custo médio de R$ 15 mil a R$ 30 mil, no modelo armário. Para quem quer começar, ou não tem muito espaço, comprar uma adega refrigerada pode ser uma alternativa. Na internet, o modelo para seis garrafas pode ser encontrado por cerca de R$ 320. Para 40 ou 50 frascos, os preços ficam entre R$ 3 mil e R$ 8,8 mil. Com capacidade para 150 ou 200 garrafas, o valor fica entre R$ 9 mil e R$ 15 mil.

1254

Web Série – “Fazendo uma análise de Mercado”: Quem são seus fornecedores?

Olá Empreendedor, hoje chegamos ao último episódio da Web Série “Fazendo uma análise de mercado”. Entretanto com todas as nossas dicas dessa semana e com a dica de hoje você, certamente, já conseguirá saber quais os pontos fortes e fracos do seu empreendimento, e saber o que tem que ser modificado.

Capturar

Neste episódio te ajudaremos a conhecer melhor os seus fornecedores. Para uma primeira análise, você deve identificar quem é ou quem serão os seus fornecedores, onde eles se localizam, o tempo de entrega dos produtos, frete, além dos custos em geral e das condições de pagamento.

Coletar essas informações é de suma relevância, pois determinam o investimento inicial necessário e, também para os que já têm um negócio, quais as despesas fixas do empreendimento.

Outra dica importante é fazer frequentes pesquisas de preço – a coleta de informações sobre o que se deseja adquirir aumenta as chances de tomar decisões certas. Ter contato com mais de dois fornecedores constantemente, mesmo que apenas um deles te abasteça, é a melhor maneira.

Para aqueles que estão começando um negócio lembrem-se que a maior parte dos fornecedores de produtos exige uma quantidade mínima de compra e para a entrega. Fique atento!

Este foi nosso último ponto da Web Série “Fazendo uma análise de mercado”. Mas não se esqueça de conferir os outros episódios, clicando:

Quem está Comprando? (link dia 14.06)
O que estão comprando? (link dia 15.07)
Por que estão comprando? (link dia 16.07)
Quem são seus concorrentes? (link dia 17.07)

Web Série – “Fazendo uma análise de Mercado”: Quem são seus concorrentes?

Olá Empreendedor, estamos quase no fim da nossa Web Série “Fazendo uma análise de mercado” (clique para ler), já ressaltamos temas como: “Quem está comprando?” (clique para ler), “O que estão comprando?” (clique para ler) e “Por que estão comprando?” (clique para ler). Você ainda pode aproveitar a dica de hoje para conhecer melhor a sua concorrência.

Capturar

Observar a concorrência é fundamental, pois você será capaz de identificar as deficiências e as vantagens dela e determinar os possíveis pontos fracos e fortes do seu negócio, além de não cometer os erros que já foram cometidos por outras empresas do mesmo ramo de atividade que a sua.
O empreendedor precavido sempre está muito atento em relação a isso. Para que você se torne um deles, fizemos um roteiro de perguntas sobre a concorrência que está subdividido em alguns tópicos:

Produto ou serviço
• De que maneira é definido um produto ou serviço competitivo?
• Como ele se parece com o seu e com os outros?
• De que maneira ele é diferente do seu e dos outros?
• A concorrência é especialista ou oferece variedade?
• Quais características do seu produto ou serviço satisfazem seu mercado alvo?
• Quais pontos fracos e fortes da concorrência você pode explorar?
• Em que estágio tecnológico você se encontra em relação à concorrência?
• Quanto inovador você é? Comparado à concorrência você se ajusta rapidamente às mudanças tecnológicas?
• Que imagem o consumidor associa à concorrência?

Preço
• Qual é a estratégia de preço do concorrente?
• Como é seu preço em relação ao do concorrente?
• Que margens de lucro o concorrente pratica?

Praça
• Onde está localizado o concorrente?
• Como é sua localização em relação à dele?
• Ele tem espaço para crescer?

Promoção
• De que maneira a concorrência faz a propaganda?
• Quanto eles gastam em propaganda?
• Qual a mensagem?
• A propaganda da concorrência é efetiva?

Gerenciamento
• Como é a equipe gerencial do concorrente?
• Qual é seu conhecimento e sua competência?
• Que políticas de recrutamento eles utilizam? Eles oferecem treinamento ao seu pessoal?
• Qual a política de salários?
• O negócio do concorrente é lucrativo?
• Qual o faturamento; com que volumes de venda; com que participação de mercado?
• Eles investem em P&D?
• Qual a estrutura de capital deles? E o fluxo de caixa?

Após ter a resposta de todos esses questionamentos sobre a concorrência é a hora de analisar o seu próprio negócio, fazendo um quadro avaliativo comparando e enumerando os pontos fortes e fracos de ambos.

Após esse longo percurso é a hora de tirar conclusões. Você será capaz de competir com os concorrentes? Qual será seu diferencial? O mercado comporta outra empresa do seu ramo ou já está saturado?